Por que será que algumas pessoas consideram o ato de cozinhar um dom restrito a poucas pessoas? “Ah, não! Cozinhar é só para aqueles abençoados com mãos divinas!”… “Cozinhar é muito difícil!”… “Nossa, eu tenho medo de cozinhar!” Vamos parar por aqui, ok? Esqueça tudo isso e descubra como cozinhar é fácil!

Ao contrário do que se imagina, preparar alguns pratos pode ser bem prático! Muitas vezes, preparar alimentos que encantem o paladar é uma questão de química, seguir a receita e, em alguns casos, tentativa e erro.

Por isso, trouxemos este post para te dar algumas dicas e desmistificar a ideia de que cozinhar é uma coisa de outro mundo. Ao final, além de desfrutar do sabor de uma comida que você preparou, descobrirá que pôr a mão na massa e fazer alguns pratos é mais fácil do que se pensa!

como cozinhar: dicas práticas para começar

Comece com algo que agrade o seu paladar

Essa pode ser uma boa estratégia para você iniciar sua aventura na cozinha, caso ainda seja meio “virgem de panelas”. Já viu que muitas pessoas não sabem fritar um ovo? No entanto, algumas, por gostarem de macarrão, por exemplo, sabem preparar uma macarronada daquelas!

Portanto, nossa primeira dica é focar inicialmente em algo que lhe agrade e tentar aprimorar esse prato. Talvez não seja um prato, mas algum ingrediente que seduza seu paladar, como queijo ou alguma carne, por exemplo.

Pense a respeito desse componente culinário e tente buscar por diferentes pratos, nos quais ele seja uma peça chave. Assim, você pode desenvolver sua prática na cozinha.

Como cozinhar fácil: dicas práticas-espaguete a putanesca

Aposte nas massas e veja como cozinhar é fácil

Já que as massas são pratos que agradam a muitos paladares, digamos que também seja um dos seus preferidos. Se optar por elas, comece preparando um spaghetti simples, selecionando as melhores massas que encontrar no mercado.

O mais fácil é utilizar molhos pré-prontos e extratos de início, mas, com alguma experiência você pode aprender a fazer o molho por completo: uma das opções mais simples é à base de tomates maduros, alho e cebola, tudo cozido em fogo brando por 40 a 50 minutos.

Com o tempo, você vai aprimorando suas receitas e pode até chegar a preparar sua própria massa à base de farinha e ovos. Mas, artesanalmente ou não, logo você está fazendo deliciosos spaghettis alla puttanesca!

Como cozinhar: dicas práticas-sofiotti

Invista nos legumes cozidos no vapor

Cenoura, vagem, batata, couve-flor, brócolis, chuchu, cozidos no vapor… Hummm! Deu aquela fominha? Apostamos que sim! E, depois deste tópico, você nunca mais deixará de preparar seus vegetais no vapor.

Primeiramente, porque quando você os cozinha no vapor, eles perdem bem menos nutrientes do que perderiam se fossem cozidos diretamente na água, trazendo ainda mais benefícios à sua saúde. Além disso, esse método mantém todo o colorido e o sabor dos legumes.

como cozinhar: dicas práticas-legumes

Acrescentado ao fato de ser uma delícia, legumes cozidos no vapor também são superpráticos de se fazer e não têm nenhum segredo. Existem panelas elétricas especialmente para essa finalidade.

E também é possível encontrar, nas lojas especializadas em panelas, um utensílio muito prático (do tempo da vovó) para cozinhar legumes: o cesto de cozimento de legumes no vapor.

Ele pode ser colocado em uma panela com pouca água e… voilá! Você terá seus legumes cozidos no vapor em poucos minutos. O tempo varia de acordo com o legume em questão ou a textura de sua preferência: al dente ou macio.

Mas, se não tiver uma dessas, você pode usar uma peneira de metal que encaixe na boca da panela que você irá utilizar. Então, é só colocar a panela com água no fogo, colocar os legumes na peneira e tampar, com muito cuidado para não se queimar no processo.

Como cozinhar: dicas práticas legumes no vapor

Saiba escolher os temperos apropriados

Você pode até pensar que não, mas existem temperos que vão bem com alguns ingredientes e, com outros, não. Claro que, quando você for ganhando mais experiência, poderá começar a arriscar. Mas lembre-se: dependendo da mistura, o tempero pode não ficar legal. Então, o bom senso é fundamental.

Veja, a seguir, alguns exemplos básicos de alimentos e as ervas que combinam com eles.

Mas, primeiro, vamos falar do sal

A primeira regra antes de temperar os alimentos é tomar muito cuidado com o sal. Apesar de ser um tempero fundamental, em excesso ele pode ser um grande vilão e estragar qualquer prato.

Uma dica é: para carnes, você usa uma colher de sopa rasa de sal a cada quilograma. Mas, de uma forma geral — e para evitar salgar muito —, você pode colocar as ervas no início, ir acrescentando o sal aos poucos e provando.

Agora sim, vamos aos ingredientes e às ervas…

como cozinhar: tempera ndo

Aves

As aves combinam com inúmeras ervas, tais como açafrão, alecrim, curry, salsa, cebolinha, salsão, sálvia, orégano e outras, a depender da ave e da forma como será preparada.

Carnes vermelhas

As carnes vermelhas têm sabor marcante, portanto, você pode escolher uma erva que acompanhe essa tendência, mas sem exageros. Assados de cordeiro, porco e vitela, por exemplo, vão bem com alecrim, alho e cebola.

Caso pense em um ensopado com carne bovina picadinha e legumes — que, a propósito, é bem prático de se preparar —, uma salsinha, um cominho ou uma folha de louro darão um sabor delicioso. Outra dica é o filé mignon grelhado (acompanhado de vegetais), que pode ser temperado com estragão, o qual dará um sabor adocicado e levemente picante!

como cozinhar: temperando carne vermelha

Legumes

Por já acrescentarem seu próprio sabor, os legumes poderiam até mesmo ser servidos apenas com alho e azeite. Mas, somando algumas folhas de manjericão a pratos como saladas ou sopas de legumes, você terá uma experiência ainda melhor.

Além do orégano, que também fica muito bom com legumes como berinjela, batata, pimentões e outros.

Peixes e frutos do mar

Quando se fala em peixes ou frutos do mar, você pode apostar no coentro como uma erva básica. No entanto, especiarias como cebolinha, salsinha, alecrim, louro, tomilho, dill, coentro e até hortelã e gengibre podem combinar com seu peixe, de acordo com o prato que será preparado.

como cozinhar: camarão, frutos do mar

Queijos

De forma geral, algumas ervas que combinam com queijos são: cominho, cebolinha com ricota e queijo minas, a sálvia com os queijos frescos e o orégano com mussarela, queijo minas e a ricota.

Confira a praticidade dos grelhados

Muita gente, quando vai a um restaurante que serve grelhados, fica imaginando como é complicado produzir aqueles pratos tão saborosos e saudáveis. Mas se engana quem pensa que é difícil grelhar alimentos. Tudo é questão de caprichar na técnica (um bom grill pode ajudar, mas uma frigideira já basta).

Se você tiver o utensílio adequado para grelhar, poderá preparar deliciosos peixes e legumes, além de suculentas carnes vermelhas grelhadas. Basta temperar os alimentos com as especiarias certas, aquecer o grill ou a frigideira, colocar o ingrediente a ser grelhado e deixar a peça lá, até chegar ao ponto de sua preferência. Está pronto o seu grelhado!

como cozinhar: grelhar e selar carne vermelha

Outra técnica fácil que deixará seu prato muito saboroso é a de selar a carne, que a deixa dourada por fora e suculenta por dentro! É só deixar sua frigideira bem quente antes de colocar a carne e, depois não mexer na carne nem pressioná-la (para a umidade não sair dela). Então, virar na metade do tempo (geralmente, dois a cinco minutos) para que toda a superfície fique dourada.

Viu como cozinhar é fácil? Tá certo que, neste post, estamos dando apenas algumas dicas. Porém, acreditamos que seguir as dicas que demos aqui já é um ótimo começo para descomplicar a ideia de que cozinhar é difícil!

E, se quiser uma ajuda no processo, você pode receber kits de receitas com todos os ingredientes na medida e o passo a passo detalhado através do Cheftime. Muito prático, não é?

Agora, também permita que mais pessoas aproveitem nossas dicas, compartilhando nosso post com seus contatos do Facebook e do Instagram!