Você chamou os amigos para jantar em casa, pensou nas receitas, nas bebidas que vai servir, enfim, em todos os aspectos necessários, mas chegou a hora de comprar os ingredientes e bateu aquela dúvida cruel: como calcular a quantidade de comida por pessoa?

Principalmente se for um número grande de convidados, essa pergunta pode deixar o chef da noite desnorteado. Ninguém quer aquele tanto de comida sobrando em casa, tendo que repetir o mesmo menu em todas as refeições durante a semana toda. E, sobretudo, ninguém quer que os convidados passem fome na festa porque a comida acabou antes da hora.

Mas como resolver essa questão? Será que existe uma calculadora humana para a fome de cada um? A resposta é não. Apesar de ser impossível saber quanto exatamente cada pessoa vai querer comer, existem vários truques que podem ajudar com os cálculos na hora das compras.

Neste artigo vamos explicar como calcular a quantidade de comida por pessoa para cada tipo de alimento e aproveitar para sugerir algumas receitas boas de se fazer em grande quantidade. Continue a leitura e confira!

Saiba quem e quantos são os convidados e qual é o tipo de evento

Algumas informações são fáceis de saber e vão poder melhorar bastante os cálculos, deixando as quantidades mais próximas do ideal possível.

A primeira coisa é: quantas pessoas vão à festa? Pode acontecer de alguém levar um convidado inesperado? Qual a faixa etária delas? (Este ponto é importante porque crianças comem bem menos que adultos.) Quem são os convidados, quais os hábitos de consumo deles e se eles têm alguma restrição alimentar (ajuda a medir e otimizar os recursos de um jantar de forma a deixar todos satisfeitos) também são informações importantes para ajudar a planejar seu evento. A festa vai durar muito tempo ou é possível se concentrar em apenas uma refeição? Sabendo desses detalhes, ficará bem mais fácil encaixar o resto das dicas.

Faça uma estimativa do orçamento

Primeiramente, é preciso estipular um valor máximo que se pretende gastar com a ocasião para depois decidir qual será a receita. Se é uma festa para 15 pessoas, entenda que servir um prato de camarões pode ficar bem caro. Se for um jantar íntimo, ingredientes com custos mais elevados podem dar um toque especial no menu sem culminar em um custo muito alto.

Se você tiver muitos amigos e a intenção neste caso for reduzir as despesas, uma massa é sempre uma boa pedida. O macarrão rende bastante e tem um custo baixo, além de ser possível incrementar o molho, tornando o prato tão especial quanto qualquer outro.

Ofereça uma diversidade maior de pratos com uma quantidade menor de comida

É simples: se você vai servir uma refeição superelaborada, com entrada, prato principal e sobremesa, as pessoas tendem a maneirar nas quantidades para que possam experimentar de tudo. Assim, é possível diminuir a quantidade de cada receita de acordo com o número de pratos que serão servidos.

Outra coisa a se pensar é em dois pratos principais, caso você já saiba de algum convidado que não vai comer algum determinado prato. Se a estrela da noite é uma carne, por exemplo, mas você tem um convidado vegetariano, em vez de mudar todo o menu para se adequar a ele, que tal fazer também uma massa sem carne?

Neste caso é bom lembrar que mais pessoas podem se interessar também pelo outro prato, então é bom fazer em maior quantidade, não só para uma ou duas pessoas.

Mas lembre-se: apesar das dicas, você é quem mais entende da sua própria festa e de seus convidados. Por isso, use essas medidas como base, mas não como regras exclusivas, adaptando sempre que achar necessário.

Pense em médias

Comidas

Homens comem mais do que mulheres, adultos mais que crianças, adolescentes mais que adultos, e, claro, sempre tem aquele amigo que parece não ter fundo e outro que só petisca. Mas as informações individuais não têm tanto peso, porque você tem que pensar em uma média por pessoa, já que tentar calcular a quantidade exata pensando em cada um só vai lhe custar tempo e, no fim, uns compensam os outros.

Alguns pratos e ingredientes são bem fáceis de calcular e já oferecem um certo padrão de consumo por pessoa:

  • Canapés: 4 ou 5;
  • Salgadinhos: de 6 a 8;
  • Sanduíches: 1 metro de sanduíche serve 6 pessoas.
  • Mini sanduíches: 5 ou 6;
  • Salada de folhas: 50g;
  • Frios: 150g (5 fatias de salaminho ou queijo) + pão para acompanhamento (1 baguete serve 3 pessoas);
  • Patês: 50g (1 colher de sopa cheia);
  • Massas: 200g (2 xícaras de chá de massas tipo penne; para spaghetti, junte o dedão no polegar, a “argola” formada equivale a uma porção) + 200 ml de molho  (3/4 de xícara de chá);
  • Batata: 120g a 150g (1 batata média);
  • Arroz (cru): 50g (1 xícara de cafezinho);
  • Farofa: 50 g (1 xícara de cafezinho);
  • Carnes e peixes: 200g (um bife grande);
  • Churrasco: 300g;
  • Camarão: 70g (depois de limpo o camarão perde 50% do peso bruto);
  • Docinhos: 5 ou 6;
  • Salada de frutas: 100g (1 xícara de chá);
  • Bolo: 100g (forma de diâmetro de 20cm serve 20 fatias, 25cm serve 35 fatias, 30cm serve 50 fatias);
  • Sorvete: 2 bolas por pessoa (1 L serve 10 pessoas)

Bebidas

Para calcular bem as bebidas, é bom pensar no tempo que a festa vai durar. Se for um churrasco durante toda a tarde, por exemplo, é bem possível que os convidados bebam mais antes da comida ser servida e diminuam o consumo ao longo do dia.

No verão, o consumo de água, sucos, refrigerantes e cerveja aumenta bastante . Já no inverno, bebidas quentes, como vinho ou destilados são os preferidos. Mas ainda é importante pensar em médias, pois, no caso das bebidas, ajuda bastante saber o que cada convidado prefere.

Veja algumas dicas de consumo de bebidas:

  • Refrigerantes: 400ml por pessoa;
  • Água: 200ml por pessoa;
  • Vinho tinto: 1 garrafa de 750ml para 3 pessoas durante um almoço ou jantar;
  • Champanhe: 1 garrafa para 2 pessoas em uma festa em que será servido a todo momento e 1 garrafa para cada 8 pessoas se for só para brindar;
  • Destilados: 1 garrafa de 750ml para 6 pessoas;
  • Cerveja: 3 latas por pessoa.

Na hora de servir, ainda é importante pensar na quantidade de copos:

  • 5 por pessoa se forem de plástico;
  • 3 por pessoa se forem de vidro (variando entre tulipas, taças e copos de água, suco e refrigerante).

Preparar uma festa pode ser complicado, mas não é uma tarefa impossível. Se você se organizar para fazer as coisas com antecedência e sem correria, é quase certo que sua festa será um sucesso. Quanto menos coisas lhe surpreenderem, maiores são as chances de as coisas funcionarem como você imaginou.

Tente ter certeza sobre o número de convidados, sobre os pratos que você quer servir e como eles serão preparados. Depois disso, é só aproveitar!

E aí, curtiu essas dicas de como calcular quantidade de comida por pessoa? Então que tal compartilhar com os amigos nas redes sociais e depois chamá-los para aquele jantarzinho especial?